sábado, 19 de setembro de 2015

Survival Mode: Resident Evil 4 (PS2)


  

Olá povo lindo que está visualizando meu Blog, tudo bem? hoje, como eu lhes prometi, vou mostrar a minha crítica ao Resident Evil 4, versão de PS2.  
Resident Evil 4 é o sexto jogo da franquia Resident Evil,
é isso mesmo que você leu: sexto!
os dois últimos foram Resident Evil Code Veronica e Resident Evil Zero,
continuando, ele é o jogo mais xingado pelos fãs da franquia por ter saído fora dos padrões de terror com zumbis e ter virado um jogo de ação, mas mesmo assim ele foi o jogo que recebeu a nota mais alta da franquia
mas será que ele é bom? vamos descobrir.
Só pra avisar antes da crítica, o jogo é um Port, tipo assim, ele foi lançado pra um console e depois pra outro.
Nesse caso o jogo foi lançado pro Gamecube por que a Capcom tinha um contrato de exclusividade para que a série Resident Evil fosse lançada para os consoles da Nintendo, até que o contrato foi quebrado.
Agora chega de perder tempo e vamos à crítica.
Vamos direto ao início do jogo, o jogo começa com uma Cutscene (uma cena cinematográfica que ocorre em alguns jogos) do Leon que é o protagonista do jogo, e do Resident Evil 2, em um carro com dois policiais espanhóis

pois se você não sabe esse jogo se passa na Espanha heheh mi compañero
(chega de piadas escrotas com países). Continuando, até que ele para em uma casa
e nessa casa vemos que os gráficos são excelentes, pelo menos para a época de 2005

veja aí
não são só os gráficos que ficaram bem caprichados, a dublagem, as músicas e também a jogabilidade
começando pelas músicas, elas acompanham com perfeição o clima (cenário+ ambiente) do enredo.  Depois, a jogabilidade que está uma delícia por motivos que vou contar agora e esses motivos são: a própria mira que é a laser e que comparada com os outros jogos da série, que era manual, ou automática, nesse jogo aqui você nem precisa calcular muito a distância: você só precisa olhar para o laser e o outro e própria câmera que é muito boa e também por ter muita interação em tempo real. Já a dublagem é só jogar ou ver um vídeo de gameplay ou ouvir as frases irritantes da Ashley dizendo:

"Leooon! heeeeelp!,help me Leon! 
ou aquelas frases do mercante

"what are you buying?,what are you selling?,heheh thank you!
 chega de perder tempo e vamos aos prós e contras.

+ Gráficos e dublagem excelentes 
+ Trilha sonora climática 
+ Jogabilidade ótima com interação em tempo real 
+ Câmera boa
+ Desbloqueáveis bacanas 
+/- Modo Separate Ways 
- Quedas na Framerate (quadros de animação) no capítulo 5-4 e no modo The Mercenaries 

 Nota Final: 
9.5 
 
Maravilhoso 
Resumindo: mesmo que o jogo tenha saído fora dos padrões da franquia, é muito gostoso de jogar, é tão gostoso quanto sorvete, se é que você me entende, e vale a pena ter em sua coleção. 
Você concorda comigo? ou acha que a minha nota deveria ser maior ou menor? faça sua crítica e me surpreenda, só não quero ouvir mimimi dos Haters (odiadores saudosistas), tchau.

3 comentários:

  1. hummmm. acho que resident evil sem zumbi não dá. e também prefiro que seja com a morena do filme do que com esse cara daí. mas deve ser um bom jogo, porque eu adoro dar uns tiros !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O primeiro Resident Evil lançou bem antes do filme lá em 1996 e quando lançou o filme em 2002 os fãs não gostaram assim como esse jogo saiu fora dos padrões da franquia Resident Evil,seu Poser.

      Excluir
  2. Eu não sei jogar, mas gosto muito dos seus comentários e as explicações são perfeitas, dá entender tudinho. Bjos e continue escrevendo.

    ResponderExcluir