domingo, 28 de maio de 2017

Survival Mode Especial: Star Wars: Shadows of the Empire (Nintendo 64)

Imagem relacionada 
Olá, Jedis!(pronuncia-se jedais), tudo bem? Posso não ser um grande fã de Star Wars, mas assisti uma quantidade considerável de filmes da franquia (5 no total, vou escrever nos comentários quais assisti). Mas este game aqui não é baseado em um dos filmes e sim em um livro, eu particularmente não o li, só que li a HQ que também é baseada (só li o primeiro volume), se você leu o livro ou a HQ comente. Para comemorar o aniversário de 40 anos da franquia e o dia do orgulho Nerd ao mesmo tempo (um pouco atrasado),  trago-lhes esta análise. Let's go!!!!
Fase 1: Enredo
Como foi escrito anteriormente, eu não li o livro, por isto não sei se é fiel ou não, aqui vai o enredo escrito por minhas palavras: O enredo se passa entre O Império Contra-Ataca (segundo filme que ironicamente é o quinto da cronologia) e O Retorno de Jedi (terceiro filme que é o sexto da cronologia). Luke Skywalker e Princesa Leia junto de Lando Calrissian (nem sei quem é este cara), Chewbacca, Wedge e o Esquadrão Rogue (ou seja como se chamam na tradução) tentam resgatar Han Solo (contado em O Império Contra-Ataca) que foi levado por Boba Fett. Eles tem a ajuda de um piloto chamado Dash Rendar, um dos melhores do universo e amigo de Han Solo. Junto de seu companheiro robótico Leebo, descobrem onde Boba Fett está. Por isto, Boba Fett tem de batalhar com outros caçadores de recompensa para ficar com seu "item": Han Solo. Enquanto isto acontecia, Darth Sidious (principal vilão da franquia) manda Darth Vader (outro principal vilão da franquia) capturar Luke, só que um vilão que vivia nas sombras do império (é por isso que o título é Shadows of the Empire) quer tomar o cargo de Darth Vader ao lado de Darth Sidious. Este cara é o Príncipe Xizor, comandante de uma organização chamada Black Sun, que faz maldades e contrabando e Xizor tem o plano de matar Luke Skywalker fazendo Vader fracassar. O que você achou da história? Comente aí.
Fase 2: Gráficos 
Imagem relacionada
Como podem ver, até que algumas texturas (como as deste cenário inteiro) são detalhadas e detalhes são legais, mas apesar disto, muitas fases tem tanta falta de detalhe que parecem vazias e outras são tão cheias de névoa ou escuras de mais (ou os 2 problemas) que é difícil  enxergar, às vezes. As fases a pé (explico isto depois) não tem uma taxa de quadros de animação tão boa, mesmo pra época, posso não ser um especialista em gráficos ou em framerate (taxa de quadros de animação), mas eu chuto que roda a mais ou menos 15 ou 20 frames por segundo, tá certo que é um dos primeiros jogos do 64 (19 de dezembro de 1996), mas Super Mario 64 tinha sido lançado 6 meses antes (junho) e tem gráficos bem melhores. Admito que as artes que aparecem nas cutscenes (cenas cinematográficas) são bem feitas, olhe aí:
Imagem relacionada
Próxima!!!
Fase 3: Som
Tudo neste jogo parece mesmo como os filmes da saga, não só a parte sonora, mesmo assim terei que destacar a parte sonora por motivos que nem precisaria escrever porque está logo no "título" da fase, apenas ouça:


O que você achou? (comente), para mim parece mesmo com a trilha sonora dos filmes, mesmo assim as músicas não são exatamente boas, por um simples motivo, geralmente são loopings muito curtos, aproximadamente 1 minuto. Os efeitos sonoros também são característicos da série, soube pela review da IGN dos Estados Unidos que o som do jogo é inteiramente Mono, quando jogo em portátil já consigo perceber a diferença de qualidade do som, só que quando jogo em console nem consigo perceber diferença.
Fase 4: Jogabilidade 
Fase 4-1: Primeira Fase 
Resultado de imagem para star wars shadows of the empire battle of hoth

Este é o único motivo pelo qual o jogo é lembrado, a fase que retrata perfeitamente a batalha em Hoth do Império Contra-Ataca, mas por que está neste critério? Por causa desta fase ter jogabilidade diferente do resto das fases. Começando com os controles: Tirando os mais óbvios, como pilotar a nave no analógico e pausar no Start, temos o botão B como os tiros à laser, o A como uma espécie de turbo para fazê-la voar mais rápido, os botões L e R para os freios (se pelo menos uma nave precise disto), Z e as setas amarelas de baixo, esquerda e cima são para os arpões que só podem ser usados nos robôs AT-AT para amarrá-los (como pode ser visto na imagem), e as setas direcionais cinzas e seta amarela direito são usadas para trocar os ângulos de câmera (3 no total), um em terceira pessoa, outro em primeira pessoa e um que não sei explicar que é 95% inútil (é este ângulo que aparece na imagem), em geral é muito parecido com Star Fox. A missão é apenas destruir robôs imperiais, tão banal que nem preciso escrever nada além de que é fiel à cena original, !!!amixórP
Fase 4-2: A Jogabilidade do Resto das Fases 
Imagem relacionada
Esqueça aquela primeira fase, agora vem um monte de fases, a pé, bem chatas e com uma jogabilidade bem travada. Também, tirando os mais óbvios como mover no analógico, pular no A, atirar com o B e pausar no start, Z deixa o personagem parado, mas em compensação deixa-o livre pra mirar, é igual á mira manual do Goldeneye (lembrando que o jogo também tem mira automática), só que a mira do Goldeneye é mais fluente, o botão R interage com o cenário e quando segurar o botão e mover o analógico ele anda de lado (se você não sabe, o analógico para a esquerda e para a direita faz ele dar curvas), a seta amarela de cima troca de arma (lembrando que a arma principal é um Laser de munição infinita), a seta amarela de baixo agacha, a seta amarela de esquerda equipa uma jetpack (mochila à jato) que só está disponível nas fase número 5,8 e 9 (o jogo tem 10 fases), com a mochila equipada é só apertar o A para subir, o problema é controlar o personagem com isto, a movimentação no chão é travada e a movimentação com a mochila é escorregadia, pular e fazer curvas no chão ao mesmo tempo é desorientador, a câmera fica estranha e o personagem fica parecendo um boneco molengo escorregando num ringue de patinação aérea e a movimentação com a jetpack é isto elevado ao quadrado. Finalizando, a seta amarela da esquerda e as setas direcionais cinzas trocam os ângulos de câmera, um em primeira pessoa (estilo Doom), um em terceira pessoa (parecido com Tomb Raider e é este que está na imagem), um de visão aérea (estilo GTA 1 e 2) e um estático (que nem Resident Evil 1,2,3, Code Veronica, 0 e remake) que é 100% inútil.
Fase 4-3: Chefes
Os chefes são chatos, ou são fáceis demais ou são injustos demais. Eu vergonhosamente joguei na dificuldade fácil (também tem média,difícil e Jedi), mas aposto que alguns chefes fáceis ainda são fáceis na média (mas com um pouquinho de dificuldade) e os injustos ficam mais injustos. O mais fácil deles é o AT-ST (robô que aparece na imagem), porque é só pegar uma arma forte e atirar atrás e o exemplo de chefe injusto que a maioria dos que chegaram longe no jogo concordam comigo é o Boba Fett, ele fica voando pra todos os lados com a jetpack, é difícil de enxergá-lo e mirar nele por ser muito muito minúsculo quando é visto de longe, entretanto, após derrotá-lo ele entra em sua nave e é necessário enfrentá-lo na nave, e ele fica incrivelmente fácil, simplesmente pelo método mais eficiente, que é ficar parado e atirá-lo com uma arma forte. Que venham as pontuações finais!!!!!
Última Fase: O Verídico 
Prós: 
+ Parece mesmo com os filmes 
+ Algumas texturas detalhadas 
Contras: 
- Fases a pé 
- Câmera estática 
- Difícil de enxergar, às vezes 
- Chefes chatos 
Nota Final: 
6.5 
Resumindo: O jogo não é bom e nem ruim, apenas mediano, parece mesmo como os filmes da franquia, a primeira fase é divertida e algumas das texturas gráficas conseguem ser detalhadas. Porém, estas coisas foram ofuscadas pela jogabilidade travada das fases a pé, alguns cenários difíceis de enxergar e chefes bem chatos. Eu não estou odiando o jogo, só estou dando minhas opiniões, se você gosta, concorda com a minha opinião ou odeia, apenas comente. 
Curiosidade Rápida: 
- A nave de Dash Rendar (Outrider) fez uma aparição na versão remasterizada de Uma Nova Esperança (primeiro filme da franquia) 
Já conhecia ou jogou o jogo? Leu o livro ou as HQs? Concorda com a Nota? Gostou da análise? Comente e Compartilhe nas redes sociais. Que a força esteja com vocês!

domingo, 21 de maio de 2017

Top 8: Meus jogos favoritos de todos os tempos

Olá, há mais ou menos uma semana (10 de maio), comemorei meu aniversário de 15 anos de idade e pra fazer deste um dia especial, decidi mostrar a minha lista de jogos favoritos, porque todo mundo que se diz gamer tem uma. Vamos lá!!! 
Lembrete: Se  não é muito familiarizado(a) com Tops, esta explicação é pra você: Num Top, tem várias coisas listadas de um certo número para o 1 ou seja, do menos legal pro mais legal e vice-versa. Originalmente, esta iria ser um top 10, mas pela exclusão de alguns jogos da lista por motivos de experiência, acabou virando um top 8.
Eu tenho vergonha de admitir isto, mas mesmo assim terei que escrever, eu não sei jogar Tetris, por mais que seja um jogo simples e que eu entenda como funciona o jogo, não consigo fazer nada direito e por isto nunca tive um gosto tão grande por jogos de puzzle, porém, isto não me impediu de ter um como favorito.
8: Magical Drop 3  
Imagem relacionada
Você com certeza deve ter ouvido falar deste jogo, não é? alguém?rsrsrsrs... tava zoando, quase ninguém conhece este jogo. Magical Drop 3 é um jogo de puzzle lançado para os Arcades Neo Geo em 1996. Além disto, é um jogo bem sólido, com jogabilidade intuitiva, personagens legais, gráficos e música até que legais e bem divertido. O jogo é bem diferente de Tetris, ao invés de empilhar bloquinhos para ganhar uma pontuação mais alta, é necessário pegar pedras para assim estourá-las e mandá-las pro inimigo, enquanto Tetris vai pelo lado mais casual, este vai mais pro lado competitivo. O único ponto negativo que vi foi a tradução americana, porque a dublagem dos personagens são toscas e vários deles tem as vozes recicladas, os diálogos entre os personagens ficaram menos variados e removeram a introdução que fala sobre a história (não vou me aprofundar nisto). O jogo não ficou em uma posição mais alta por causa do meu gosto pessoal pelo gênero, mas mesmo assim eu ainda gosto muito. Curiosidade Extra: Os personagens são cartas de tarot (pronuncia-se tarô), que são um tipo de cartas usadas por ciganos para prever o futuro.
Mais um jogo obscuro de Arcade Neo Geo, só que desta vez feito pela empresa que fez a própria máquina e que também teve análise aqui no blog (pode conferida depois).
7: Zupapa! 
Resultado de imagem para zupapa
Zupapa! é um jogo de plataforma lançado em 2001 (bem no final da vida do Neo Geo). Sua mecânica se baseia em derrotar inimigos de tela em tela em cenários quase simétricos de 6 mundos variados. O jogo apresenta trilha sonora grudenta (não sai da cabeça mesmo horas depois de ouvi-la), controles simples só que eficientes, gráficos e muita diversão. Pelo que eu me lembre, este foi um dos primeiros jogos que eu zerei (se não me engano), no Multiplayer ainda por cima. O motivo pelo game estar nesta posição, nem eu mesmo sei, apenas vou deixar aí e pronto. Curiosidade Extra 2: Zupapa! esteve em desenvolvimento por 7 anos (1994-2001).
Mais um jogo de Arcade Neo Geo? Sério?!! Eu não sou fã da SNK e sim da Nintendo, mas este ano não estou postando muito sobre Nintendo. Sem nenhuma perda de tempo, entra o próximo da lista.
6: Metal Slug (Série) 
Resultado de imagem para metal slug 
Quase Todo mundo conhece Metal Slug, principalmente por causa de seus belos gráficos, ótima trilha sonora, dificuldade, a Heavy Machine Gun (metralhadora pesada) e ação com tiroteio frenético. Se você não jogou nenhum jogo da série, JOGUE AGORA SEU/SUA PREGUIÇOSO(A)!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!Foi mal, me descontrolei! Metal Slug é uma franquia tão boa que nem consigo escolher um favorito. O primeiro da série foi lançado em 1996 e o último que se tem notícia é o 7 que foi lançado em 2008 para o Nintendo DS e, em 2010, para o PSP. O jogo é do gênero Run and Gun (jogo de plataforma com tiroteio). Só não ficou em uma posição mais alta porque não sou muito fã de tiros.
Agora sim, um jogo da Nintendo e o único game de quarta geração aqui na lista.
5: Super Mario RPG 
Resultado de imagem para super mario rpg
Super Mario RPG foi o primeiro jogo de RPG  do encanador bigodudo da Nintendo e foi lançado em março de 1996 (bem no final da vida do Super Nintendo). O jogo conta com gráficos espetaculares, sistema de combate em turnos divertido e até que inovador de certa forma, excelente trilha sonora e história simples só que ótima (acha que é só resgatar a princesa Peach de novo? a resposta é não, também não irei me aprofundar). Este foi o primeiro jogo de RPG que joguei na minha vida toda, joguei quando tinha mais ou menos 5 anos e não sabia como fazer as coisas, mas mesmo assim eu gostava. Em 2015 (eu acho), fui jogar por emulador e percebi que era um ótimo jogo, só não pude zerá-lo por conta do jogo ficar travando no emulador (se você teve um emulador de Super Nintendo e jogou este jogo, comente se travava frequentemente). Não coloquei em outra posição por ter pouco contato com o jogo. Curiosidade Extra 3: O game nunca foi pirateado por conta de um chip especial no cartucho.
Um jogo de tirar fotos de Pokémon? Parece ser tosco! Não use esta palavra pra referir-se à Pokémon Snap e vou provar que este jogo é bom.
4: Pokémon Snap 
Resultado de imagem para pokémon snap
Pode não parecer, mas este jogo é muito bom. Pokémons Snap foi lançado em 1999 e é estranhamente considerado como um jogo de tiro (tirar foto, não atirar em Pokémons). Sabe o que é mais estranho que isto? é um game bem divertido, é legal tirar fotos de Pokémon (mesmo que só tenha 63 dos 151 Pokémons da primeira geração), além de ser relaxante tanto pra jogar, quanto pra ouvir as músicas e os gráficos são coloridos. Algumas pessoas reclamaram por este jogo ser curto, mas nem me incomodei, por sempre tentar tirar fotos melhores do que as anteriores. Esqueci de alguma coisa, mas não sei o que, ah é! O professor Carvalho tem recepção crítica em relação às fotos, ele sempre dá pontos para as fotos, dependo da técnica, tamanho da foto e pose dos Pokémons, mas,  às vezes a foto está boa e ele diz que não é tão boa quanto a original ou tira um foto totalmente aleatória e diz que está muito boa. Mesmo Assim é um bom jogo.
Não sou do tipo de pessoa que joga jogos independentes e isso é porque a maioria deles lançam para PC e celular (duas plataformas que não sou fã), mas este aqui pode entrar na minha lista por eu ter jogado no 3DS.
3: Shovel Knight 
Resultado de imagem para shovel knight
Shovel Knight foi lançado em 2014 (mas só fui jogar em 2015) para PS3, PS4, PS Vita, Xbox One, 3DS, Wii U e PC (neste ano foi lançado para Switch). O jogo é de plataforma ao estilo dos antigos jogos de Nintendinho, não só na mecânica, mas também graficamente (8-bits), apesar do estilo antiquado, até que consegue ser bem atual e atrativo. Mesmo tendo pegado vários conceitos de Megaman, Ducktales e Mario 3, é uma obra-prima bem única. É um jogo nota 10, eu maximamente recomendo (principalmente se você tiver um destes consoles e dinheiro).
Mais um jogo de Pokémon? Sim! E também o melhor spin-off (sem relação com a série principal) de Pokémon que existe na face da terra (pelo menos na minha singela opinião).
2: Pokémon Stadium
Resultado de imagem para pokémon stadium
Pokémon Stadium foi lançado em 1999 no Japão e em 2000 para o resto do mundo. Nem sei qual é o gênero do jogo, principalmente por ser indescritível. O jogo apresenta Minigames divertidos, batalhas muito competitivas (Capitão Óbvio remake) e gráficos espetaculares (pro console). Tenho tanta nostalgia e respeito que é um dos meus jogos favoritos de todos, mesmo que algumas pessoas não gostem. Curiosidade Extra 4: Este é na verdade o segundo Pokémon Stadium. O primeiro lançou exclusivamente no mercado japonês e está vergonhosamente incompleto. Sendo assim, o Pokémon Stadium 2 é na verdade o terceiro.
Antes de ir pra medalha de ouro, tem aqui umas
Menções Honrosas
Aqui entram alguns jogos que não puderam entram (que confuso) e merecem ser citados.
Sengoku 3: Não entrou na lista simplesmente por não ter tempo de dar minhas opiniões. 
Metal Gear Rising: Não entrou por causa da minha experiência ser recente. 
Zelda Wind Waker: Também o mesmo motivo do anterior. 
Goldeneye 007: Não entrou pelo meu gosto pessoal em relação à jogos de FPS. 
Piano Tiles 2: Não entrou por eu não ser fã de jogos de celular. 
Just Dance (Série): Não entrou por ser casual de mais. 
Nintendo Land: Mesmo motivo. 
Waku Waku 7: Não entrou por jogar o game como um iniciante
Agora rufem os tambores, porque meu favorito ééééééééééééééeé... 
1: Super Smash Bros (Série) 
Imagem relacionada 
A série começou em 1999 no Nintendo 64 e lança jogo até hoje. A série apresenta sistema de combate inovador e acessível, forte destaque no competitivo (mesmo que tenha muitos jogadores chatos), ótimo para jogar casualmente em festas e os melhores personagens da Nintendo (não em duplo sentido) se batendo, cortando ou levando tiros. Comecei a gostar da série aos 9 anos de idade e continuo gostando até hoje (eu até enchia o saco das pessoas para jogarem esta maravilhosa franquia). Por isto, a franquia Smash Bros merece o primeiro lugar e medalha de ouro no meu coração. 
Quais são seu jogos favoritos de todos os tempos? (pode ser top 3,5,8,10 ou nenhuma ordem específica) Você gosta de alguns jogos da lista? Gostou da postagem? Comente e compartilhe nas redes sociais. Amo vocês!

quinta-feira, 4 de maio de 2017

Mães em Games

Olá mamães (ou pais ou filhos que devem estar lendo)! tudo bem? Todos nós temos e viemos de uma mãe, os personagens de jogos também (mas nem todos, eu acho), por este motivo, trago esta postagem pra vocês (nem preciso escrever do que se trata, tá no mais banal título). 
Lembrete: As mães que aparecerão aqui, são de jogos que joguei, se  faltou uma mãe aqui é porque eu não joguei o seu respectivo jogo ou porque esqueci. 
1.Confesso que não joguei muitos jogos desta série (Tekken), mas ela é uma das minhas personagens favoritas de jogar em jogos de luta. 
Resultado de imagem para jun tekken
Jun Kazama fazia parte (fazia porque ela anda sumida na franquia Tekken, desde o segundo jogo) de uma organização que protege a natureza, ela tinha o propósito de prender Kazuya Mishima (seu futuro marido) por contrabandear animais, mas, de repente os dois se apaixonaram e tiveram um filho (Jin Kazama) que carregou a maldição do pai (não entrarei em detalhes), e que também foi bem criado. Ela até tentou proteger o filho no terceiro jogo, só que misteriosamente sumiu (não me pergunte como, ninguém sabe).
2.Embora seja um jogo bom, Undertale tem fãs muito irritantes, o game joguei pouco, mas sei do que se trata.
Resultado de imagem para toriel sprite
Não procure imagens dela no Google, você vai achar pornô desta personagem
 Toriel já foi uma mãe (sem spoilers), mas a maneira como trata o/a protagonista é simplesmente carinhosa e afetiva, ela resolve enigmas pra você, te salva de uma flor assassina que não tem piedade e te faz uma torta de caramelo com canela, uma mãe protetora até demais, tanto que ela tenta bloquear o seu caminho e te obriga a recuar ou "lutar", mas suas preocupações vão embora e ela te dá um adeus (que emocionante). A razão por ela ser protetora é: o jogo se passa no mundo dos monstros, a ordem número 1 é que todos os humanos devem ser mortos. Isto faz sentido, e tudo isto que você leu faz parte dos primeiros 40 minutos de Undertale. 
3.Só joguei a versão de 3DS do Street Fighter IV, mas joguei e pesquisei o suficiente para saber sobre a personagem. 
Resultado de imagem para c. viper 
Crimson Viper é uma agente secreta da CIA que tem o objetivo de acabar com a S.I.N (se você sabe a abreviação do nome, comente), uma organização criminosa especialista em armas, mesmo suas missões dando trabalho, ainda consegue ter tempo para cuidar de sua filha Lauren, só não foi dito quem é o pai da criança. Informações Extras: Algumas pessoas acusaram-na de ser um plágio da personagem Vanessa de The King of Fighters 2000, seus movimentos lembram um pouco os de Capitão Comando (outro personagem da Capcom, que é a empresa que fez o jogo), seu verdadeiro nome é Maya.
 
Qual é a melhor mãe? Você gostaria de ter uma delas como mãe? Gostou da Postagem? comente e compartilhe nas redes sociais, que deus esteja com vocês. 
Recado Para a Minha Mãe: Mãe, algumas destas mães podem ser legais, mas nenhuma supera você, obrigado por me dar amor, carinho e ter acreditado em mim, amém. - Assinado: Ivan