quarta-feira, 21 de junho de 2017

Extra Mode: Conferência da Nintendo na E3 2017

Resultado de imagem para nintendo e3 2017 
Olá, tudo bem? (ainda nenhum povo, só quem me acompanha há mais tempo entenderá isto). Se você me acompanha deve se lembrar do Gamenews, série do Blog no qual eu posto notícias relacionadas a Games. Eu decidi mudar o nome para Extra Mode, porque eu acho que Gamenews não é um nome muito original. Como está escrito no título, a postagem é sobre a conferência da Nintendo na E3 2017, que é conhecida como o maior evento de jogos eletrônicos do mundo inteiro. Bora lá!!!!
Começando por um jogo que não me interesso tanto, não é da Nintendo e mesmo assim será lançado para o Switch.
Resultado de imagem para skyrim switch
Uma versão remasterizada de Skyrim vai lançar para o console (sem data confirmada). Esta versão contém suporte a controles de movimento e os Amiibos (aqueles bonequinhos que servem para liberar conteúdo extra nos Games. Aliás, o do Link é compatível e desbloqueia uma roupa lindona). Eu particularmente não sou muito fã de empresas que fazem jogos de grande orçamento, mas achei uma boa ideia lançar este jogo para o Switch, as pessoas que gostaram do jogo na geração passada (2011) vão poder jogar esta maravilha em qualquer lugar (na fila do banco, no avião, no banheiro). Não tem muita coisa pra escrever a respeito disto. Próximo!!!!!
Também tem outros jogos de outras empresas, como Just Dance 2018 (Ubisoft) e Rocket League (Psyonix) que não tem muita coisa pra escrever. Mas é sobre a Nintendo, deveria ter um jogo dela, não é? Agora tem.
Xenoblade Chronicles 2 (obviamente uma sequência) é mais um RPG japonês. Assista ao Trailer se você entender inglês:
Pra quem não entendeu, a premissa resumida é a seguinte: Dois personagens chamados Rex e Pyra (a menina ruiva do Trailer) estão procurando um mundo chamado Elysium. O jogo aparenta ter um mapa-mundi absurdamente grande, um belo visual estilo Anime e muito foco na história (como muitos RPGs japoneses disponíveis por aí). O jogo sairá mais ou menos no final deste ano.
Karaokê: ♫ Kirby,Kirby,Kirby, quem agora chegou, Kirby,Kirby,Kirby, é o astro do show, sem medo de nada na estrela voou,Kirby,Kirby,Kirby chegou!!!!!♫ (Alguém aí lembra que Kirby teve um desenho? Esta era a abertura, ninguém lembra? ENTÃO PROCURE EM ALGUM LUGAR!!!!!!!!).
Um jogo do Kirby (sem nome confirmado) vai lançar pro Nintendo Switch ano que vem e aí está o Trailer:
 O jogo apresenta belos gráficos, a volta da mecânica do Kirby Super Star de fazer seus inimigos virarem aliados que podem ser jogáveis (melhorada ainda por cima, no Super Star o Kirby perdia o poder que ele tinha absorvido,aqui, nada disto acontece) e a volta de personagens esquecidos da franquia (não entrarei em detalhes). Fun Fact: Pelo que eu pude ver, a ideia de converter os inimigos em aliados não foi tirada apenas de Kirby Super Star, também foi tirada de Kirby Adventure, um jogo cancelado da série para o Gamecube. O motivo do cancelamento foi porque os desenvolvedores atrasaram o lançamento do jogo tantas vezes que o Gamecube estava prestes à ser descontinuado.
Outro jogo sem nome confirmado e que lança no ano que vem? Sim, mas este é do Yoshi!
As novidades são que o jogo é em 3D (Yoshi's Wooly World do WII U tinha gráficos em 3D e jogabilidade 2D, o que é conhecido com 2.5D) e apresenta um visual artístico de papelão, este tipo de arte não é muito original, Tearaway de PS Vita e PS4 já tinha, também não vamos negar que o jogo parece se bom, não é? Fun Fact 2: Se tiver assistido ao Trailer até o final, com certeza viu a logo da Unreal Engine, com isto dá pra deduzir que o jogo foi feito na Unreal Engine 4 (o motor gráfico mais realista que se tem notícia).
Um jogo que não boto tanta fé, qual será?
Achei a arte feia, a premissa estranha (Sério, um jogo de comer Sushi?) e tenho um pouquinho mais de fé do que antes, só que nem tanta. Praticamente nada pra escrever. Próximo!!!!!
Mais um RPG japonês? Quem diria!
Este jogo já tinha sido mostrado na conferência da Nintendo na E3 2016 e apareceu de novo este ano. Ever Oasis foi criado pelo mesmo cara que fez Secret of Mana de Super Nintendo (um ótimo RPG que infelizmente joguei pouco). O enredo conta a história de Tethu (dá pra escolher se o/a personagem é menino ou menina, que nem Pokémon) um(a) jovem que deve criar uma vila perto de um oasis no deserto para fazer de ponto de partida para uma missão de resgatar alguém. Parece ser bom, mas nunca me interessei. O jogo lança em 23 de junho mundialmente e 13 de julho na terra do sol nascente.
Partindo dos lançamentos e indo para os Remakes.
Começando com o Remake de Mario & Luigi: Superstar Saga.
O jogo usa a mesma Engine (motor gráfico) de Mario & Luigi: Dream team, é um Remake de um jogo de Game Boy Advance e vai ser possível jogar com os servos de Bowser. Só vamos saber se presta quando lançar as Reviews (ou jogando). Lançará em 6 de outubro.
Agora, o Remake de Metroid II.
O jogo aparenta ter uma cara boa e teve a adição de ataques corpo a corpo. Refazer um jogo que não envelheceu bem é uma ótima ideia, pois assim o game fica mais atualizado. Lançará em 15 de setembro. Fun Fact 3: Acabei de lembrar que um grupo de fãs estava fazendo um Remake de Metroid II, depois, veio a Nintendo implorar para o projeto ser cancelado e agora a empresa está fazendo um Remake do game que os fãs queriam fazer (quanta safadeza).
Fire Emblem é uma franquia de RPGs táticos (é tipo um RPG com xadrez) que tem ganhado um pouco de popularidade desde 2012 (tinha games da franquia, só que não eram tão conhecidos), ainda neste ano, sai um spin-off (não condiz com a série original, então os produtores fazem o que quiser) que felizmente não é um RPG (60% desta postagem é sobre RPG).
Fire Emblem Warriors é um cross-over (junção de universos) do jogo que agora vocês já sabem qual é com Warriors. Vocês devem estar se perguntando: O que é Warriors? Fácil, guerreiros em inglês ou um game no qual o objetivo é sair fatiando todo mundo enquanto se conquista territórios inimigos. O enredo é: Um pequeno reino que tinha a proteção de um dragão sagrado foi invadido por um dragão do mal e 2 irmãos com a ajuda de vários heróis da franquia vão libertar o reino. Eu achei o enredo clichê, mas quem precisa de um bom enredo quando se tem uma boa jogabilidade e um bom visual? (nunca joguei um jogo de Warriors na minha vida inteira).
Pra finalizar, os jogos que foram de longe os mais interessantes da conferência.
Um RPG de novo?! Sim e de novo do Mario!
Eu sei que este jogo já tinha sido mostrado na conferência da Ubisoft, só que todos vocês sabem que Mario é da Nintendo. Então deixa eu colocar e não reclame, tá?!!!! Quando eu vi este Trailer, eu estranhei a ideia de um RPG tático do Mario com os Rabbids (personagens totalmente aleatórios da Ubisoft) e pensei (Isto não é Mario, é X-COM!), depois de um tempo eu pensei ("Ta serto!"). Mais estranho que isto é ver o Mario e seus amigos usando armas laser (Tio Sérgio, já que você sonhava em ver o Mario dando uns tiros, agora seu sonho foi realizado). Mesmo assim eu boto fé no projeto (se pelo menos não sair bugado, porque, quando se trata da Ubisoft, sai jogo bugado). O lançamento será dia 29 de agosto.
Agora sim, o Gran Finale, Super Mario Odyssey.
Sim, Sim, SIIIIIIIIIIIIIIM!!!!! O melhor game de toda a E3 (olha a treta), o que planeja ser o melhor Mario de todos (se bobear vai superar Mario Galaxy) e um dos melhores jogos do ano. Tudo parece ser excelente: Os gráficos, a exploração, a música do Trailer E TUDO!!!!! (acabei me animando até demais). Eu admito que estranhei a mecânica do Mario possuir os inimigos, depois acabei achando genial, provavelmente porque terá vários enigmas que precisam ser resolvidos com esta mecânica. O jogo terá trechos em 2D no qual o Mario vira 8-bits, várias roupas pra vestir, a exploração de Mario 64 melhorada (tá parecendo mais com Banjo-Kazooie do que Mario 64), um multiplayer cooperativo no qual o/a primeiro(a) jogador(a) é o Mario e o outro é o novo personagem chamado Cappy (aquele boné com olhos) e a volta de uma personagem esquecida da série do encanador bigodudo: Pauline. Se não souber quem ela é, aqui está a Pauline.
Imagem relacionada
Ou melhor, esta moça.
Resultado de imagem para pauline mario odyssey
Agora ela é a prefeita da cidade de New Donk City (referência ao antigo Donkey Kong de 1981) e parece ter um papel importante em Super Mario Odyssey, pois é ela que canta aquele música do Trailer. O dia do lançamento será 27 de outubro. Já que agora você é uma pessoa mais informada, fique com o final da postagem.
Qual o jogo que você mais gostou? Qual o que mais te causou estranheza? Qual você menos gostou? Você está ansioso(a) para o lançamento de um destes games? Gostou da postagem? Comente e compartilhe nas redes sociais. Bye Bye.

quarta-feira, 7 de junho de 2017

Minhas primeiras impressões sobre Arms

Resultado de imagem para arms nintendo switch 
Olá, tudo bem? (nenhum povo aqui) Como um presente de aniversário adiantado, eu ganhei um Nintendo Switch que veio com o novo game de Zelda e acabei gostando das 2 coisas. Zelda é o único game que tenho para o Switch, acabei ganhando também um pouco de dinheiro dos meus avós de presente e posso gastá-lo com algum jogo de Switch, mas qual? Há algumas semanas atrás (provavelmente uma), fui ver um vídeo da Nintendo Direct (um programa do canal da Nintendo no Youtube no qual são apresentadas as novidades da empresa) sobre Arms, eu já estava na expectativa do jogo ser legal, só que o jogo ainda não foi lançado (vai lançar dia 16 deste mês) e a única maneira de saber se presta é jogando. Aí eles anunciaram que teria uma versão Demo (demonstrativa) apelidada de Global Testpunch, para testar os servidores Online e fui baixar a Demo para dar minhas opiniões sobre o jogo. Já adianto que Arms atingiu minhas expectativas.
Lembrete: Esta postagem funcionará como o Survival Mode (se você é novo(a) no meu blog, esta é minha série onde faço análises de jogos), só que não terá aquelas divisões de fases como gráficos, som e jogabilidade, parecendo uma mistura da simplicidade dos antigos Survival Modes com os comentários detalhistas dos novos Survival Modes. Ready? ARMS!!!!!
Começando com um bom aspecto do jogo que nem dei bola, Os Gráficos.
Imagem relacionada
Até que os gráficos são bonitos (apesar de não ter ligado muito), são coloridos, cartunescos e estilosos (tipo Splatoon). Fui tentar analisar os gráficos por ter visto um comentário em um vídeo do Youtube, a pessoa afirmava que os gráficos eram muito bonitos e não são tão (rima tripla) serrilhados quanto os de Splatoon 2 (também de Switch e vai lançar dia 21 do próximo mês), posso até ser experiente com análises (principalmente por ter trabalhado por 2 anos no blog), mas ainda estou aprendendo, fui pesquisar o que esta expressão significava e acabei descobrindo. Aqui vai um exemplo: Pode ser um cenário bem feito com personagens e objetos malfeitos ou o contrário. Posso dizer que os gráficos são nota 8.
Outro aspecto bom que não dei bola (apesar de eu ter dado mais) foi A Trilha Sonora.
As músicas são boas, algumas músicas grudam na cabeça (às vezes por um curto período) e outras nem tanto, em geral são boas, vou deixar a melhor para vocês ouvirem:
O que você achou? Eu acho ela incrível, principalmente por grudar na cabeça.
Agora, o principal ponto que chama a atenção, Os Controles de Movimento.
O jogo é baseado em movimento, mas os controles convencionais podem ser usados, só que decidi escrever sobre os controles de movimento por ter um destaque maior na jogabilidade. É necessário jogar com os Joy-Cons (controles removíveis do console) em cada mão e virados para frente, por que decidi explicar isto? para vocês entenderem um pouquinho melhor sobre a jogabilidade.
Inclinando os Joy-Cons para os lados, para frente e para trás, faz o personagem andar. Já vi gente reclamando da movimentação dos personagens ser estranha e nem me importei com isto, tanto jogando, quanto lendo. Dar socos com os controles faz o personagem obviamente socar (se você não viu as imagens, o jogo é tipo um boxe com braços extensores). Então é ficar dando soco no ar até ganhar do inimigo, certo? Não! É necessário ter uma noção de reflexo, precisão e distância e isto faz com que o jogo tenha mais desafio (principalmente se for pra enfrentar um asiático). Dando soco com os dois controles ao mesmo tempo faz com que o personagem agarre o inimigo, mesmo se alguém estiver defendendo (explicação que vem depois), o personagem agarra de qualquer jeito, lembrando que os agarrões podem ser evitados com um soco. Apontando os controles na direção do outro (tipo um "V" de cabeça para baixo) é como se defende, além de fazer isto, também carrega os socos deixando-os mais fortes e dando algum tipo de propriedade elemental (fogo, raio, deixar os personagens paralisados e ETC.). A defesa pode ser quebrada com golpes de acertos múltiplos e quando apertar L no exato momento que for atacado(a) na defesa, um contra-ataque é realizado. Os socos também podem ser carregados segurando L ou R. O botão R pode ser usado para pular e o botão L é para o dash, que é um passinho curto e rápido que serve como esquiva, também é possível executá-lo no ar. Apertando ZL ou ZR, faz com que esgote um barra que é enchida a cada soco dado no adversário para entrar no modo fúria, o modo de fúria faz os socos ficarem carregados para que possam ser usados repetidamente por um curto período de tempo, o que causa muito dano.
Sabe qual é a melhor parte? os comandos realmente funcionam, teve gente que achou impreciso (como o Youtuber Velberan) e eu discordo disto, mesmo assim não vou xingar, opinião cada um tem a sua e as pessoas merecem respeito.
Assim como os gráficos e a trilha sonora, são nota 8 os controles.
Os combates são dinâmicos, apesar de ter um sistema bem simples, é ao mesmo tempo estratégico, pois cada personagem tem 3 braços equipáveis, o que te faz pensar com cautela qual braço usar em cada partida, só não é este critério que vem à frente e sim O Modo Online
Como esta demo é apenas para testar os servidores Online, nada mais justo que escrever sobre eles. O Online não apresente nenhum lag (quando a partida fica tão lenta quanto Internet discada), é sério: não estou mentindo, NENHUM LAG!!!! Além das tradicionais lutas, o Online apresenta Minigames como: Lutas em dupla, lutas de 3 ou 4, em que vence quem fica sem deixar a barra de vida vazia, uma partida de vôlei com uma bola de praia que explode quando encosta no chão ou acaba o tempo, uma partida de basquete onde é necessário arremessar o inimigo na cesta, um competição de tiro ao alvo que o objetivo é fazer mais pontos e uma luta onde uma equipe de 3 deve derrotar um monstro controlado pela inteligência artificial, os mais legais são os de tiro ao alvo e basquete (chamados de skillshot e hoops). A única coisa que vi que atrapalha a experiência é o Friendly Fire, que é quando o jogo tem modo cooperativo e permite acertar o/a amiguinho(a) e isto numa luta em equipe é irritante.
Pra finalizar, conheçam Os Personagens.
Resultado de imagem para arms global testpunch
Segundo Lembrete desnecessário: Escreverei sobre os personagens em ordem da esquerda pra direita. O cara com cabelo de parafuso é o Spring Man, ele é um personagem balanceado, não é muito rápido e nem muito forte e isto faz com que ele seja amigável com qualquer tipo de jogador (iniciante, mediano e profissional), quando está com vida baixa, seus socos ficam permanentemente carregados, o seu dash pode anular os golpes dos oponentes. Seus braços são: Toaster, uma luva de boxe padrão que pega fogo quando carregada. Boomerang, o nome já diz o formato, os socos dão curvas quando equipado e ganha propriedades de vento quando carregado e consegue soprar os inimigos pra longe. Tribolt, consegue atirar 3 disparos horizontais de uma vez e eletrocuta inimigos quando carregado. A garota que está prestes à lutar contra Spring Man na imagem é a Ribbon Girl, também é balanceada, porém consegue ilogicamente dar pulos triplos (Danem-se as leis da física!!!). Seus braços são: Sparky, é a mesma coisa que a Toaster, só que ao invés de fogo tem eletricidade e consegue paralisar inimigos. Popper, consegue dar tiros rápidos e assim como o Boomerang, contém o elemento vento. Slapamander, é como se fosse um chicote de tapas que tem o elemento fogo. O cara de cabelo verde é o Ninjara, é obviamente um ninja e ele é rápido que nem a luz e consegue fazer um dash no ar ou contra-atacar , nestes casos, ele se teletransporta. Seus braços são: Chakram, é igual ao Boomerang, só que paralisa os adversários. Buff, parece ser braço bem padrão, até você perceber que também faz curvas. Triblast, é uma versão explosiva do Tribolt.
Esta múmia brutamondes no meio da imagem é o Master Mummy, é lento porém forte, socos não o fazem  cair e ele consegue regenerar a vida quando está defendendo. Seus braços são: Megaton, é lento, forte e fica mais forte ainda quando carregado. Retorcher, é que nem o Tribolt, mas os tiros são mais juntos do que separados e tem o elemento fogo. Phoenix, consegue fazer socos frontais, curvos, rápidos pra caramba, é o mais fraco entre os 3 e ainda é de fogo. A loira de touquinha é a Min Min, além de ser a personagem com quem eu jogo melhor, ela é rápida, consegue anular os ataques dos outros com um chute (o jogo se chama braços, não pernas) e quando carregar usando o L, o seu braço esquerdo vira um dragão, deixando seus ataques mais fortes. Seus braços são: Dragon, atira um laser um pouco lento, mas eficiente. Megawatt, uma versão elétrica do Megatton que consegue paralisar os outros. Ramram, uma versão de fogo do Chakram. A garota usando óculos de proteção é a Mechanica (pronuncia-se mecânica), Assim como o Master Mummy, é uma personagem focada em força e não cai facilmente com um soco, para diferenciá-la, ela é um pouco mais rápida, tem um dash mais longo, é só segurar para ir mais rápido por um curto período e pode ser combinado com um pulo para voar. Seus braços são: Revolver, uma versão eletrificada do Retorcher. Whammer, um martelo forte capaz de paralisar o oponente. Homie, um míssil explosivo que persegue o combatente.
 O último cara da lista que é essa amoeba verde, é o Helix, não entendi muito bem quais são suas características (forte, rápido ou balanceado), chuto que ele é evasivo, consegue encolher segurando L e esticar o corpo que nem o Jake de Hora de Aventura segurando o L. Seus braços são: Blorb, um braços quicante que conseguem cegar os combatentes quando carregado. Ice Dragon, a versão gelada daquele braço da Min Min. Guardian, tem um curto alcance e consegue bloquear ataques inimigos por ser um escudo, se chegar perto a pessoa é paralisada. Estes são os personagens do primeiro fim de semana (26/05 à 28/05), sim, o jogo não esteve disponível todos os dias... mais uma personagem foi acrescentada no segundo fim de semana (2/6 à 4/6) e é esta aqui:
Imagem relacionada
Twintelle faz parte de uns 20% de personagens que tem braços normais (a outra é a Mechanica, ela usa uma armadura robótica). Se ela tem braços normais, como é que ela ataca? com o cabelo, os seus braços são o próprio cabelo, simples. Assim como Helix, não entendi muito bem suas características, só sei que quando o dash é carregado no chão e no ar, qualquer ataque que esteja direcionando em si mesma fica em câmera lenta. Seus braços são: Chilla, uma versão congelante Toaster e Sparky. Parasol, um guarda-sol do elemento vento que é uma versão do Guardian mais voltada para ataque (ainda consegue proteger de ataques). Thunderbird, uma versão eletrizada da Phoenix. Qual você gostou mais e qual adoraria jogar? Que venha as pontuações provisórias.
Prós: 
+ Gráficos e trilha sonora decentes 
+ Os controles de movimento funcionam bem 
+ Dinâmico 
+ Simples e ao mesmo tempo estratégico 
+ Hoops e Skillshot são legais 
+ Online sem Lag 
+ Personagens carismáticos 
Contras: 
Friendly Fire 
Nota Provisória: 
9.3 
(decidi não colocar um resumo para encurtar a postagem) 
Concorda com a nota? O que achou do Arms? Planeja comprar o jogo, um Switch ou os dois? Jogou a Demo? Gostou da postagem? Comente e compartilhe nas redes sociais. Bye Bye!

quinta-feira, 1 de junho de 2017

Fases de inverno

Olá, povo congelado, tudo bem? As estações do ano, começando com o quente e divertido verão em dezembro, depois o outono, quase acabando com o inverno frio que nem é tão frio comparado com outros países e finalizando com a primavera, onde as plantas estão florescendo e é ruim pra quem tem alergia a este tipo de coisa - 4 estações incríveis!
 Já que agora é quase inverno (pelo menos no Brasil), nada melhor do que citar algumas fases que representam esta estação, sendo chatas ou não. 
Lembrete: As fases não estão em ordem específica e só entra fases de jogos que joguei, se não entrou é porque esqueci ou por não ter jogado o respectivo jogo. Começando, agora!!!!! 
Vou começar a lista com uma fase chata de um jogo bom. Algumas pessoas que jogaram podem até concordar comigo em relação a esta fase. Independente da opinião, agora que irei mencionar: 
Resultado de imagem para surface 2 goldeneye 
A fase Surface 2 é chata por estes motivos: É uma área tão enorme, aberta e vazia que é fácil de ficar perdido(a) e os inimigos são infinitos, não adianta matar um porque sempre virá outro. Se a fase está nesta postagem deve ser que tenha alguma coisa relacionada ao inverno. A fase é cheia de neve e até os inimigos e o próprio James Bond usam um casaco e isto é legal. Mesmo sendo uma fase chata, ela mereceu entrar. 
Segunda vez escrevendo sobre Metal Slug no blog? Sim! De fases de inverno da série, consigo lembrar da última fase do Metal Slug 2 e X (o X é uma versão melhorada do 2, por isso lembrei das duas) e aquela do Metal Slug 4 (que ninguém lembra), mas decidi colocar a terceira fase do Metal Slug 1 por ser mais marcante pra mim. 
Imagem relacionada
O que posso escrever sobre esta fase? ABSOLUTAMENTE TUDO!!!! SUBIDAS EM MONTANHAS QUE EXIGEM PULOS COM UMA PRECISÃO INCRÍVEL, RESGATES DE PÁSSAROS, UMA SESSÃO EM QUE É NECESSÁRIO ABRIR UM PORTÃO ATIRANDO EM UM BOTÃO E UM BARRIL (fica mais fácil no multiplayer), UM SUBCHEFE CARECA E DIFÍCIL, VILAS SENDO DESTRUÍDAS E UM TANQUE BEM GRANDE QUE ATIRA MINAS (minas terrestres, não meninas), BALAS DE METRALHADORA E KAMEHAMEHAS!!!!!!!! (quem sabe de Dragon Ball vai entender). Resumindo: É uma missão empolgante e tanto.
Pra finalizar, uma fase que também é terceira, só que desta vez é de Super Mario 64.
Resultado de imagem para cool cool mountain
Cool,Cool Mountain até que é legal (se você discorda, comente), tem escorregadores de neve, uma mamãe pinguim à procura de sua filhotinha (como dá pra ver na imagem), corrida contra um pinguim num escorregador de gelo e um boneco de neve que sente falta de um corpo. As missões (caso não tenha jogado o game ou não o conheça, as fases são divididas em missões, 6 na versão de 64 e 8 na de DS) podem ser um pouco chatas para algumas pessoas, até posso entender a razão, eu acho que a mais chata é a do boneco de neve. Com muita determinação, consegui passar da missão (rimou, reparou?). Tem outra fase de inverno no game, só que acabei escolhendo esta por ser mais memorável.
Consegue lembrar de algumas fases de inverno chatas e boas? Gosta de frio? Gostou da postagem? Comente e compartilhe nas redes sociais. (acabei sendo congelado para os cientistas do futuro me pesquisarem).