quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Survival Mode: Super Smash Bros.

Imagem relacionada 
Olá, fãs sem noção que ficam discutindo qual é o melhor jogo da face da terra, tudo bem? Se você viu meu top 8 de jogos favoritos, deve ter visto que a franquia Smash Bros ficou em ... Não vou dar Spoiler, veja a postagem em outra hora!!! Nem precisaria de bola de cristal pra saber que esta é uma análise do primeiro jogo da franquia Smash (pelo menos a parte da análise não precisa de uma), então se ajeite aí e leia a minha análise! 
Fase 1: Gráficos 
Imagem relacionada 
Os gráficos para um jogo de Nintendo 64 lançado em 1999 não impressionam nem um pouco, os fundos são desenhos estáticos, os personagens tem poucos polígonos e são quadrados demais, posso estar sendo exigente, o Nintendo 64 tem suas limitações e os gráficos daquela época não eram tão avançados quanto os de hoje em dia, se prestar atenção na imagem, os modelos de Mario e Fox (aquele no canto superior esquerdo da imagem) se parecem com os de suas respectivas aparições (Super Mario 64 e Star Fox 64), porém, não são os mesmos, se você procurar ibagens imagens pra comparar, vai ver que os gráficos destes jogos são melhores e vieram antes deste game (1996 e 97). Os personagens mais mal feitos do jogo são Donkey Kong e Captain Falcon, o gorilão tem texturas feias e nenhuma expressão facial, Captain Falcon não tem textura tão feias quanto Burro Kong DK, só que, entretanto, tem animações mais duras. Nem tudo no jogo é tão mal-feito, acho que todo o poder gráfico de 64-bits do console está no Kirby, ele não é muito quadrado, tem expressões faciais e bonito de se olhar (sem mencionar que o Kirby é uma fofura sem fim). Os gráficos podem não impressionar, só que pelo menos não atrapalha a experiência, posso ter sido crítico com os gráficos, mas pra ser honesto eu nem liguei muito para o visual (sim, fui meio hipócrita, mesmo que tenha verdade aí).
Fase 2: Som
Começando pelas músicas, elas também não impressionam, só que ao contrário dos gráficos conseguem ser boas (o gráfico não é ruim, é apenas desatualizado para a época), ouça esta música:
 
Escolhi esta porque é a minha favorita
Para algo que disse que não impressiona muito, esta musiquinha provou o contrário. Os efeitos sonoros ainda não impressionam, são barulhos bem cartunescos que até que dão para ter um certo apego. Curiosidade Extra: Mencionei que os efeitos sonoros eram cartunescos, só que é apenas na versão ocidental que isto ocorre, na versão japonesa os efeitos sonoros dos ataques são mais realistas e o som dos sabres de luz (explico depois) são mais parecidos com os de Star Wars, o Ocidente acabou censurando estes sons.
Fase 3: Jogabilidade 
Fase 3-1: Combate 
O combate do jogo não é igual a outros jogos de luta convencionais como Street Fighter, Mortal Kombat ou Tekken, ao invés de arrancar toda a vida do oponente em cenários fechados, é necessário arremessar o inimigo pra fora do cenário (os cenários do jogo são bem abertos), os personagens não tem barra de vida, no lugar disto entra a porcentagem de dano, quanto maior a porcentagem, mais longe o adversário é arremessado. Agora explicarei os controles:
O frágil analógico previsivelmente movimenta o personagem, movimentando-o pra cima ou apertando as setas amarelas do controle do 64 faz o/a personagem pular (é possível dar pulos duplos), pra baixo faz ele(a) agachar, o botão A da golpes normais (sem variações de soco, chute ou força) que mudam dependendo da direção do analógico ou da posição no ar (este mesmo botão também serve para pegar itens que aparecem no cenário), o botão B serve para os ataques especiais/magias (esqueça essas bobagens de meia-lua pra frente e soco ou 360 graus no controle), cada personagem tem 3 magias e dependendo da direção do analógico sai um especial diferente (o analógico para cima com B geralmente é usado para voltar pro campo de batalha), o botão L serve para provocar os combatentes (só é útil em partidas Multiplayer), o botão R serve para agarrar o adversário (e também para descartar itens), para arremessar é só mover o analógico para alguma direção, o botão Z serve pra defender, se ficar defendendo por muito tempo o seu personagem vai ficar tonto e mover o analógico permite que o personagem desvie ao estilo de The King of Fighters, por fim, pra fazer um golpe forte é preciso movimentar o analógico bem rapidamente pra qualquer direção e ao mesmo tempo apertar o A.
Resumidamente, o jogo tem um combate inovador, divertido e acessível pra qualquer tipo de jogador (até mesmo os não jogadores) e é uma mistura de jogo de plataforma com luta. Curiosidade Extra 2: Algumas pessoas dizem que esse jogo copiou a mecânica de um jogo de Arcade chamado The Outfoxies, eu acho que é apenas uma coincidência, pois The Outfoxies foca em combate 1 a 1, com cenários gigantescos e tem barra de vida, enquanto Smash Bros consegue aguentar 4 lutadores na tela, tem cenários menores e o objetivo é arremessar os lutadores pra fora.
Fase 3-2: Personagens 
Imagem relacionada
O jogo tem 8 personagens, se contar com os desbloqueáveis o número sobe para 12 e cada um tem suas diferenças notáveis e é isto que veremos agora: Mario é um personagem balanceado (nenhum atributo maior que o outro), só que ele tem uma baixa mobilidade e distância, seu primeiro especial é a bola de fogo, um projétil relativamente fraco que consegue quicar no chão, o especial para baixo é um giro que dá múltiplos acertos e se apertar o B repetidamente faz o encanador bigodudo girar pra cima e isto abre um gancho para combinar com o especial para cima que é um tipo de Shoryuken que faz os inimigos sangrarem moedas, é um bom personagem para qualquer um. Donkey Kong é um personagem lento porém forte, por ser o personagem mais alto fica fácil de acertá-lo, só que em contrapartida ele é muito pesado fazendo com que seja difícil derrotá-lo, o alcance de seus golpes é curto e isto dificulta tanto para voltar para o cenário quanto pra acertar os outros (pelo menos a parte de voltar para o cenário, já que os braços dele são enormes), ironicamente, para um personagem focado em força ele não é muito forte (mesmo que alguns de seus golpes sejam assim), então ele é apenas um personagem pesado, o seu especial primário é um soco que pode ser carregado, apertando B ele começará uma animação e apertando de novo ele vai dar um soco forte (o dano depende de quanto tempo ele carrega o soco), o especial para baixo faz com que ele fique batendo no chão e mandando os inimigos para o ar, o especial pra cima faz com que ele dê um giro flutuante no ar e quando feito no chão ele dá apenas um giro, é o único personagem que pode andar enquanto agarra um inimigo, é um personagem consideravelmente fácil de jogar. Link é bem equipado com projéteis e golpes corpo-a-corpo (ou seria espada-a-espada?), é um personagem rápido e o alcance de sua espada e de seus agarrões compensam muito, é um personagem consideravelmente forte e tem boas capacidades ofensivas e defensivas, seu especial primário é um bumerangue, não preciso dizer o que ele faz, exceto que sua trajetória pode ser controlada, o especial para baixo é uma bomba que pode ser arremessada com o botão A (Arremesse-a logo antes que exploda!!!!), o especial para cima é um corte giratório que é eficiente no chão mas péssimo pra voltar na arena (se você segurar uma bomba enquanto fizer um giro no ar e a bomba explodir, vai fazer com que ele volte para o cenário com mais facilidade), é bom para jogadores intermediários e iniciantes. Samus é a única mulher no jogo, uma personagem pesada meio lenta e flutuante porém bem ágil, tem ataques fortes, tem golpes com alcance decente, seu agarrão é parecido com o de Link só que mais lento, esta lentidão é compensada por bons arremessos, o especial primário é um tiro carregável que vai em linha reta (o dano também depende de quanto tampo é carregado), o especial para baixo é uma bomba pequena, fraca e pouco eficiente, o especial pra cima é um pulo elétrico que dá múltiplos acertos (é satisfatório de acertar), também é uma personagem para jogadores/jogadoras intermediário(a)s (é a personagem que eu jogo melhor). Yoshi é um personagem relativamente rápido tanto no ar quanto no chão, o seu pulo duplo é de certa forma eficiente, seus ataques são meio fracos e tem alcance limitado (não é um personagem que gosto muito de jogar, mas tem quem goste), o especial primário faz com que ele engula o adversário com sua grande língua e o prenda num ovo, o especial para baixo faz ele dar uma bundada no chão que tem curto alcance, o especial pra cima não serve para voltar na arena (principalmente pelo seu pulo duplo ser eficiente), ao invés disto, ele atira um ovo cuja distância pode ser controlada com o analógico, o problema é que ele só atira na diagonal, assim dificultando acertar os combatentes. Kirby é o melhor personagem para iniciantes, além de ter 6 pulos, tem uma ótima mobilidade aérea, ser intuitivo de jogar, golpes com força, velocidade e alcance decentes, a desvantagem é que ele é leve, deixando o personagem fácil de derrotar, o especial primário suga os inimigos para copiar perfeitamente o especial primário de quem ele coma (em sentindo quase alimentício, não no sentido mente poluída), o especial para baixo é bem forte, Kirby vira uma pedra e é eficiente pra usar no ar, ele não toma dano quando está nesta forma, ela é desativada quando fica por muito tempo na forma de pedra ou pode ser desativada apertando o B, o especial para cima é uma adaga (não é uma adaga, mas vamos fingir que é uma) que faz pular para cima e depois para baixo e quando atinge o chão sai um projétil. Fox é o personagem mais rápido do jogo apesar de fraco, o especial primário é uma pistola Laser que é bem fraca e é inútil para algumas pessoas, só que fazendo uma análise deste ataque, pude perceber que é bom para spamming (abusar repetitivamente de um ataque específico), eu fiz com o/a Jigglypuff e não sei se dá certo com outros personagens, o especial para baixo é um escudo refletor de projéteis que pode causar dano quando ativado bem perto do adversário, o especial de cima faz com que ele pegue fogo e saia voando em uma direção (é possível alterar a direção com o analógico), mais um personagem para intermediários. Pikachu é um personagem meio complicado de aprender a jogar, é rápido e com alcance curto, o especial primário atira um pequeno choque (não é o choque do trovão), tem uma boa distância e um dano ruim, o especial pra baixo invoca um trovão que é eficiente, porém tem uma distância ruim (praticamente o oposto do outro), o especial para cima é o ataque rápido, não causa dano (eu achei irônico) só que é bom pra evitar ataques e enrascadas, a direção também depende do analógico, mas tendo um bom reflexo, ele pode ir para uma direção e depois para outra.
Fase 3-3: Personagens Secretos 
Resultado de imagem para smash bros 64 secret characters
Ness (o menino de camisa listrada e boné) não é um personagem complicado de jogar (principalmente por que ele é meio fácil de jogar), entretanto é um personagem complexo (são coisas diferentes, acredite se quiser) e ele tem boas capacidades defensivas, tem uma velocidade meio lenta e um bom pulo duplo (assim como o Yoshi), o especial primário se chama PK Fire, por mais estranho que pareça, é um raio (com o formato de um raio elétrico) que solta fogo quando atingido, dá múltiplos acertos e causa um dano forte, o especial para baixo é o PSI Magnet, é parecido como o do Fox, só que não causa dano quando ativado de perto e ao invés de refletir projéteis, os transforma em cura, o especial pra cima tem um método meio estranho de voltar pro cenário, é um projétil elétrico que é controlado remotamente, isto quer dizer que tem uma boa distância e dá pra controlar na tela inteira, só que é fraco quando atinge inimigos, você deve estar se perguntando: "tah + kmo eh ki vlta pru çenáriu?!", direcionando o projétil para o Ness, isto não é só apenas estranho, como também faz ele voar pro alto em uma distância boa e quando Ness atinge os outros enquanto isto acontece, causa um dano fortíssimo. A desvantagem é que ele fica vulnerável enquanto usa este ataque, justamente pelos 2 últimos especiais que acho que ele é complexo. Para desbloqueá-lo é necessário terminar o modo Classic na dificuldade normal com 3 vidas sem dar game over (explico depois). Luigi, nem todo mundo sabe disto, mas
ele foi o primeiro personagem clone da série Smash, para quem não sabe, personagem clone é um personagem que usa os mesmos golpes de outros personagens, embora tenha suas diferenças, ele tem uma mobilidade mais derrapante, pula mais alto, seus golpes tem um alcance levemente maior que os de seu irmão e a provocação dele é a única que pode causar dano (em curto alcance), nos jogos mais atuais da série ele deixou de ser um clone, pois deram diferenciamentos melhores para ele, o especial primário é o mesmo do Mario só que é mais lento, fraco e atira em linha reta (eu acho isto uma vantagem, pois dá pra calcular melhor onde deve atirar), o especial para baixo não dá múltiplos acertos, só que causa mais dano que o do Luigi Vermelho (o mesmo truque de apertar o B repetidamente também funciona), o especial para cima tem um alcance maior e causa muito dano quando acertado de perto, para desbloqueá-lo é necessário completar o Minigame Target Smash com todos os 8 personagens iniciais (também explico depois). Captain Falcon é épico, tão épico mais tão épico, que ele é relativamente forte e rápido, tem combos epicamente rápidos e é muito épico para jogar (conte quantas vezes escrevi a palavra épico, as variações contam), a única desvantagem é que ele tem dificuldades de voltar para a arena, o especial primário é o famoso Falcon Punch (só ficou por causa deste jogo, o personagem não fazia quase nada em seu jogo, que é o game rápido de corrida F-Zero), tem um curto alcance, mas é satisfatório de acertar, principalmente pela ótima força e facilidade de mandar o inimigo para longe e é o seu golpe mais épico, o especial para baixo é o famoso Falcon Kick (não tão famoso quanto o Falcon Punch, apesar de ter uma certa fama), no chão ele dá uma rasteira e no ar ele dá mergulho com chute, o especial para cima faz com que ele agarre o oponente, cause um bom dano e fale a épica frase Yes!!!! (sim), é um personagem fácil de jogar, para desbloqueá-lo é necessário completar o modo Classic em qualquer dificuldade com a quantidade de vida que quiser em menos de 20 minutos. Jigglypuf é o/a personagem menos divertido(a) de jogar, tem a melhor mobilidade aérea do jogo, tem vários pulos assim como o Kirby e o dano de seus ataques variam de fraco a forte, o problema é que o alcance dos ataques são curtíssimos, como mencionei antes, é o/a personagem menos divertido(a) de jogar, o especial primário é apenas um soco, o especial para cima ele(a) canta para os adversários dormirem e o especial para baixo faz o/a Pokémon dormir, a única utilidade disto é quando usado bem pertinho do adversário (escrevi que o alcance dos golpes eram curtíssimos), inexplicavelmente o manda para bem longe e dá muito dano (isto é totalmente normal, acontece comigo toda hora), para desbloqueá-lo(a) é necessário completar o modo Classic em qualquer dificuldade com qualquer quantidade de vida.
Fase 3-4: Modos de Jogo 
Só porque teve muita explicação chata, vou tentar resumir cada modo, principalmente por não ter muitos:
- Classic Mode: É o modo onde nós escolhemos um personagem, a quantidade de vidas (1 a 5) e passamos de fase em fase derrotando todos os personagens, o último chefe é uma mão. 
Training Mode: É o modo onde nós treinamos com um personagem para aprender suas habilidades (óbvio). 
Break the Targets e Board the Platforms: São Minigames onde nós temos que quebrar todos os alvos ou pisar em todas as plataformas. 
Versus: O modo onde nós lutamos contra os nossos amigos, é possível configurar as regras da partida e jogar com 4 jogadores. 
Options: São as configurações. 
Data: Vemos os dados das partidas e curiosidades sobre os personagens, inclusive suas aparições. 
Que venha o verídico: 
Fase 4:O Verídico 
Prós: 
+ A ideia de juntar personagens da Nintendo é genial 
+ Músicas Legais 
+ Combate inovador e acessível 
+ Diversão no Multiplayer 
Contras: 
- Gráficos desatualizados 
- Problemas na inteligência artificial 
Nota Final: 
8.0 
Resumindo: Os gráficos não impressionam pra um jogo de 1999, as músicas e os sons mesmo não impressionando conseguem ser bons, a jogabilidade é inovadora e acessível para iniciantes em jogos de luta ou veteranos em jogos de luta, a ideia de juntar os personagens da Nintendo é fantástica, o maior problema é a inteligência artificial dos inimigos do modo Classic não ser boa, eu sei que o Nintendo 64 tem suas limitações e eu já retratei algo parecido na análise de Goldeneye 007 (também de 64), posso até ter esquecido de mencionar algumas coisa, mesmo assim é um bom jogo. 
Curiosidades Rápidas: 
- O jogo não teria personagens da Nintendo, era para ser lançado para o Super Nintendo e se chamaria Dragon King: The Fighting Game (nome muito criativo) 
- James Bond era para estar no jogo (não é mentira eu vi no Did you Know Gaming, procure no Google ou no Youtube) 
- Os Final Smashes que apareceram pela primeira vez em Smash Bros Brawl eram para aparecer neste jogo 
Já jogou Smash Bros? Gosta da série? Qual é o seu jogo favorito da série? Gosta de jogos da Nintendo? Gostou da postagem? Comente e compartilhe nas redes sociais, Bye Bye!